Café, Inovação

Café gelado: amplie o cardápio e aumente seu faturamento

Que o Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo, isso todo mundo sabe. Afinal, essa bebida dos deuses está presente na rotina da grande maioria dos brasileiros.

E nos últimos anos, a tendência do café gelado invadiu as cafeterias, lanchonetes, padarias e restaurantes, caindo definitivamente no gosto dos consumidores – ponto para os empresários, que encaram o verão como uma excelente estação e oportunidade para alavancar as vendas.

No post de hoje vamos falar sobre esse assunto. Você vai conhecer os principais benefícios em servir café gelado, as tendências e três receitas bem práticas para você incluir no cardápio.

Os benefícios de servir café gelado

A seguir, eis os principais benefícios de incluir receitas de café gelado no cardápio:

  • Equilíbrio no faturamento mensal, mesmo nas épocas mais quentes do ano.
  • Produtividade dos colaboradores, pois as receitas costumam ser práticas e bem rápidas de serem feitas e servidas.
  • Possibilidade de harmonizar a bebida com outros alimentos do estabelecimento, aumentando o faturamento.
  • Versatilidade de servir a bebida como drink, inclusive durante a noite.

“Tendo em vista o verão brasileiro, é necessário seguir a tendência e criar novas receitas de café gelado para continuar no mercado e atender aqueles que querem se refrescar, mas também querem tomar um café. É possível fazer os dois e é necessário apresentar isso ao cliente”, explica Julia Fortini Souza, barista, Q Grader e gerente da Academia do Café.

A tendência da vez: o Cold Brew

Numa tradução livre, Cold Brew é a técnica de infusão a frio – sendo a tendência do momento. É um processo no qual a temperatura do café é mantida sempre baixa; portanto, ele não passa por água quente, fazendo com que os óleos naturais do café (a parte mais nutritiva e onde está o aroma e o sabor) sejam preservados.

O Cold Brew tem ganhado muito espaço no mercado de café gelado, tendo em vista que é um energético natural e existem milhares de possibilidades de bebidas para fazer com Cold Brew”, afirma a barista.

Os grãos para o Cold Brew devem ser selecionados e de qualidade; para moer, deve-se ter cuidado para não deixá-lo muito fino, pois o ideal é manter um aspecto mais grosso. A infusão deve ser feita com 200 a 220g de grãos moídos para 1 litro de água filtrada.

O recipiente com a mistura deve ser guardado na geladeira e a bebida deve ser utilizada em até 24 horas para não ficar muito forte. A coagem pode ser feita da mesma forma de um café quente: utilizando um coador de papel, de pano ou com a prensa francesa.

O resultado final pode ser utilizado em diversas receitas, incluindo em drinks.

Drinks com café gelado devem ressaltar o sabor do café e harmonizar com ele, ao invés de escondê-lo. Por isso é importante estudar os ingredientes e entender o sabor final”, aconselha Julia.

Receitas para incluir no cardápio

A seguir, a Academia do Café separou três receitas simples de cafés gelados para incluir no cardápio, principalmente no verão que já está chegando:

# Receita 1: Água de coco com Cold Brew

Basta misturar 100 ml de água de coco com 60 ml de Cold Brew.

# Receita 2: V60 gelada

Ingredientes: 21g de café e 100 g de gelo.

Modo de preparo: coe o café na V60 sobre uma jarra com 10 g. Utilize 200 ml de água para coar o café.

# Receita 3: Affogato

Ingredientes: uma bola de sorvete de creme e um expresso.

Modo de preparo: coloque a bola de sorvete na xícara e jogue o expresso sobre ela.

E então, preparado para aumentar o faturamento da sua cafeteria também durante o verão e na demais estações do ano? Para ficar por dentro de todas as novidades desse setor, acompanhe sempre as atualizações aqui no blog da Fispal Food Service. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *