Gestão

Fogão para restaurante: como escolher o ideal para a sua cozinha

fogão para restaurante

Se você está planejando abrir um restaurante ou outro estabelecimento de alimentação fora do lar, já deve saber que a cozinha é o coração do seu negócio. E nela, os utensílios e equipamentos adequados darão mais agilidade à sua equipe e melhorará a experiência dos seus clientes.

Nesse sentido, hoje vamos falar sobre como escolher o tipo ideal de fogão para restaurante e quais os critérios e os cuidados que devem ser tomados. Confira!

Critérios para a escolha do fogão para restaurante

A escolha de um fogão para restaurante precisa obedecer alguns critérios que variam de acordo com o tamanho da cozinha, a capacidade de atendimento e a própria infraestrutura do local.

A arquiteta Cláudia Novaes explica os principais critérios que os empresários precisam ficar atentos antes da compra. São eles:

  • Escolher o fogão de acordo com o espaço disponível: pode ser fogão 2 bocas, 4 bocas, 6 e até de 8 bocas.
  • Verificar se o gás é de botijão ou será gás natural, para identificar se há necessidade de conversão.
  • A pressão: “o fogão pode ser de alta ou baixa pressão, vai depender do tipo de comida a ser preparada; cozinhas orientais algumas vezes necessitam de equipamentos de alta pressão, por exemplo”, explica a profissional.
  • Os tipos de equipamentos a serem integrados a ele: “algumas marcas disponibilizam fogões que se integram e se encaixam com fritadeiras banho maria, por exemplo”, afirmou.

Os tipos de fogão para restaurante

Existem basicamente dois tipos de fogão: o convencional de uso doméstico e o industrial, que é utilizado em estabelecimentos com grande demanda de pratos.

Entre esses dois tipos, eis os principais modelos disponibilizados no mercado:

Fogão de piso

É o modelo mais tradicional nas casas brasileiras. Pode ser elétrico ou a gás e conter de 2 a 6 bocas, com forno já embutido.

Fogão de embutir

Estes modelos estão sendo muito utilizados por residências que possuem uma cozinha planejada. Da mesma característica do fogão de piso, a exceção é que esse modelo pode ser embutido em armários ou pias, ficando suspenso nesses móveis e facilitando a limpeza.

Cooktop e Dominó

Modelos modernos que são utilizados principalmente em locais sem muito espaço. Com apenas bocas superiores numa base, o cooktop e o dominó (o dominó são peças menores que servem para ambientes bem pequenos ou para complementar a cozinha) podem ser instalados nas bancadas das pias, nos móveis, mesas e outros lugares. Existem modelos elétricos e a gás.

Fogão industrial

Esse é o mais recomendado para restaurantes e outros estabelecimentos food service que servem pratos em série, pois oferecem melhor custo-benefício e alta resistência. Podem ser elétricos ou a gás e são fabricados em ferro ou aço inox.

No caso de escolher o fogão industrial, é necessário ficar atento à intensidade da pressão.

Os fogões de baixa pressão são indicados para cozinhar alimentos mais delicados, onde se faz necessário um maior ajuste das chamas durante a preparação. Por possuírem regulagem, aproveita-se melhor o gás, tornando-se mais econômico. Também é possível adquirir um modelo com queimadores duplos para se obter resultados semelhantes aos fogões de alta pressão.

Já os fogões de alta pressão não possuem regulador e o gás sai direto do botijão para o fogão. São, portanto, mais potentes e indicados para preparação de frituras, em pratos orientais e nas produções em grandes quantidades (por exemplo, grandes caldeirões de feijão). Ao contrário dos fogões de baixa pressão, estes não funcionam em gás GNV.

Cuidados necessários na instalação do fogão

Confira as dicas de cuidados recomendadas pela arquiteta Cláudia Novaes:

  • Dependendo do local onde será instalado o fogão, não é permitido equipamentos a gás (por exemplo, conveniências junto ao posto de gasolina); nesse caso, só é permitido equipamentos elétricos – e o fogão pode ser o tipo cooktop industrial;
  • Em fogões a gás, é sempre recomendado verificar a infra de gás através de teste de estanqueidade;
  • Em equipamentos elétricos, é recomendado verificar a carga elétrica do fogão e sua infraestrutura.

“Além disso, a instalação do fogão deve sempre ser feita pelo fornecedor por meio de um técnico indicado por ele. Em caso de instalação de equipamentos usados, deve ser procurada a assistência técnica do fabricante”, finaliza a arquiteta.

Gostou das dicas? Para ficar por dentro de todos os assuntos que envolvem a cozinha do seu estabelecimento de alimentação fora do lar, então clique aqui e acesse todas as novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *