Gestão

6 truques infalíveis para fornecer marmitas congeladas perfeitas

Tendência em grandes centros urbanos para atender uma clientela que busca conveniência, praticidade e saudabilidade, as marmitas congeladas precisam seguir uma série de cuidados para manter as propriedades de sabor, textura, odor e cor. Nós já ensinamos 4 dicas de ouro para começar a vender marmita congelada e atrair novos clientes  e agora com a ajuda da consultora do Sebrae-SP, Simone Ribeiro Haduo, vamos ensinar como produzir congelados nota 10. Tome nota!

1 – Congelamento de alimentos: essa etapa exige conhecimento técnico, pois alguns alimentos não resistem a ação do frio e têm o sabor, textura e propriedades nutricionais alterados. Para se ter uma ideia, a lista do que deve passar longe do congelador tem ovo cru, maionese, chantilly, iogurte, banana, pera, verdura de folha, pudim, tomate, batata, pepino, salsão, creme de leite, queijos cremosos, macarrão sem molho e cremes engrossados.

2 – Processo de congelamento: ter um ultracongelador é importante para o resfriamento rápido de alimentos quentes em até 3ºC em seu núcleo. “Esse procedimento diminui riscos de contaminação e deterioração e preserva as características originais dos preparos”, explica Simone. Congeladores rápidos de alimentos permitem baixar em até -18ºC a temperatura no núcleo de um produto no menor tempo possível, sendo importante para evitar a formação de macrocristais, assegurando um descongelamento sem perda de líquidos.

3 – Cardápio: “utilize a criatividade e não esqueça de fazer testes em cardápios novos antes de colocar na prateleira”, aconselha a especialista.

4 – Controle da produção: crie uma dinâmica na cozinha que permita manter um fluxo de saída das marmitas de forma que não fique por muito tempo estocadas e também que não faltem para pronta entrega.

5 – Embalagem: esse é um quesito que chama a atenção no momento da compra e se tiver a visibilidade dos alimentos terá maior aceitação e maior volume de venda. Paralelamente, dê atenção para a rotulagem, um quesito necessário e obrigatório com informações nutricionais, data de fabricação e prazo de validade. Segundo a consultora, orientações essenciais para a temperatura contínua de congelamento e armazenamento e procedimentos para o descongelamento precisam estar descritos.

6 – Entrega: quem fornece marmita congelada em grande escala precisa de um veículo refrigerado, situação bem diferente de quem trabalha com pequenas entregas. “Podem utilizar motos com caixas e condicionamentos térmicos que não coloquem em risco durante o transporte a qualidade do que foi produzido.”

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *