Fispal Foodservice faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

consumo de vinhos

Aumente o consumo de vinho indo além do tradicional

Apesar de estar em crescimento, o consumo de vinho ainda é bem pequeno no Brasil, especialmente se comparado à cerveja, a grande favorita nacional.Nesse cenário, usar a criatividade para apresentar a bebida de novas maneiras e em diferentes ocasiões faz toda a diferença para educar o brasileiro e aumentar a demanda pela bebida.Mas por onde começar e como pensar "fora da caixa" sem descaracterizar as particularidades do vinho? Confira algumas sugestões para incentivar o consumo e ainda aumentar a rentabilidade do seu estabelecimento.

Como apresentar o vinho de outras maneiras?

"O consumo de vinho no Brasil tem crescido nos últimos anos, mas ainda temos muito chão pela frente para conquistar. É preciso incentivar o consumidor e criar uma cultura do vinho no país. O vinho precisa ser visto com mais facilidade. Há uma cerimônia em torno da bebida que afasta algumas pessoas e cria barreiras", diz Lilian Lima, editora de Gastronomia e Vinho.Lilian traz os drinks como um excelente exemplo nesse sentido. Eles permitem explorar e introduzir o vinho com mais descontração e em diferentes momentos."Também imagino que os restaurantes deveriam investir em menus que acompanhem uma taça de vinho ou, ainda, servir uma taça cortesia assim que o cliente entra no estabelecimento" sugere a especialista.Ao tomar esse primeiro contato com o vinho, as chances de o cliente seguir a refeição com uma taça da bebida são muito maiores. Afinal, ele já degustou o sabor do vinho e consegue dizer se o agrada ou não.Outro ponto importante é aumentar as opções de vinhos em taças ou em meia garrafa. "Vejo que muitas pessoas optam por cerveja ou outras bebidas por não terem com quem dividir uma garrafa ou por estarem sozinhos ou por seu parceiro não beber vinho. Na França e na Itália, há boa oferta de vinho em garrafas pequenas", ressalta Lilian.

Hábitos de consumo de vinho que podem ser trazidos para o Brasil

Inclusive, a venda de vinhos em taças é um formato muito explorado em outros países e que ainda é escasso no Brasil."Na França é muito comum ter uma carta de vinhos em taça. Os menus, por mais simples que sejam, também oferecem uma vasta opção de pratos que acompanham uma taça de vinhos", diz Lilian.Outros países também exploram mais os rótulos do próprio restaurante, que costumam ser mais simples e baratos. Essa é uma estratégia que incentiva e aumenta o consumo da bebida, além de disponibilizar maior variedade de vinhos para os clientes."O vinho precisa caminhar de mãos dadas com a gastronomia. Na França e na Itália o ato de comer exige estar acompanhado de uma taça de vinho. São coisas que se completam", ressalta a editora.Para aumentar esse hábito aqui no Brasil é preciso começar pela oferta dos restaurantes. Ter uma carta de vinhos diversificada, com rótulos em conta e de boas vinícolas do Brasil e do mundo faz toda a diferença. Não deixando de lado, claro as opções em taça, meia garrafa e pratos harmonizados.

Os pré-conceitos do consumo de vinho

Infelizmente, ainda existem algumas tendências que não são muito aceitas aqui no Brasil. Provavelmente, pela grande cerimônia que ainda insiste em estar presente quando o assunto é degustar a bebida.Os vinhos servidos em taças de plástico, em lata e, até mesmo, com gelo são alguns exemplos de pré-conceitos criados, especialmente por aqueles que não estão acostumados com o vinho.Desmitificar o consumo de vinho se faz ainda mais importante nesses casos. "Os garçons precisam ser bem treinados e os restaurantes precisam ter um sommelier profissional responsável pela carta e por orientar a equipe que vai trabalhar diretamente com os clientes", orienta.Quando o garçom sabe do que está falando e conhece bem a carta de vinhos do restaurante, fica mais fácil de incentivar o cliente a optar pela bebida. Além disso, ele se torna peça fundamental para começar a derrubar essas barreiras para degustar o vinho em formatos inusitados.

raio-x-vinho

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar