Fispal Foodservice faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Dicas rápidas de harmonização com sobremesas

Dicas rápidas de harmonização com sobremesas

Enquanto o vinho goza de mais popularidade à mesa do brasileiro, o consumidor tem a possibilidade de se maravilhar com a versatilidade da qual podemos provar – e aprovar – com a degustação de cada rótulo.

E, se você já acha curioso que essa bebida combine com tantas receitas, pode achar ainda mais inusitado que o vinho harmonize também com sobremesas.Para quem ainda não sabe dessa possibilidade, vamos apresentar neste artigo as diversas harmonizações com sobremesa que podemos fazer com o vinho. Confira!

Dicas de harmonização com sobremesas

Ao idealizar a harmonização com sobremesas é importante tomar como base que a experiência pode ser feita de forma clássica ou por contraste. Outro ponto determinante, que pode auxiliar todo sommelier nesse processo, é procurar saber quais países possuem forte tradição nesse tipo de harmonização.

Com isso, é possível traçar uma estratégia mais prática.“Outro critério a ser levado em conta é o que envolve as características dos pratos e dos próprios vinhos para que a sensação da experiência seja prazerosa”, destaca Agilson Gavioli, diretor técnico da SBAV/SP (Associação Brasileira dos Amigos do Vinho).

O especialista em vinhos dá algumas dicas práticas sobre o assunto.“Podemos ter as harmonizações feitas por contraste entre as comidas e os vinhos, onde um aspecto sensorial e gustativo se contrapõe ao outro ou por semelhança, onde as sensações se complementam. Por semelhança, o vinho húngaro Tokaji Aszú, que é doce e com acidez elevada, se complementa com o doce de uma torta de maçã e a acidez da fruta. Por outro lado, o Sauternes faz contraste entre o salgado do queijo e o doce do vinho, e da gordura sua com a acidez da bebida”.

Vale lembrar que os vinhos de colheita tardia, pelo teor elevado de açúcar, combinam com sobremesas menos doces. Os vinhos do Porto também são boas opções de harmonização para sobremesas em geral.“Os vinhos produzidos a partir das uvas do tipo moscatel, em sua maioria, são apropriados para sobremesas, podendo até ser uma regra inicial básica para quem ainda está se iniciando neste mundo fascinante de harmonizar os vinhos com sobremesas.”

Harmonização com sobremesa sem surpresas

É comum que, ao pensarmos naquele quitute após as principais refeições, um punhado de açúcar logo nos venha à cabeça. Acontece que existe uma imensidão de sabores que podem se enquadrar dentro de uma sobremesa: de um sabor cítrica à combinação de açúcar e canela.

A diversidade faz com que as sobremesas sejam agradáveis surpresas para se enquadrarem em uma harmonização especial com vinho.“Essa prática tem começado a ganhar espaço à mesa aqui no Brasil devido ao maior esclarecimento da população sobre os vários tipos de vinhos e a sua utilização para acompanhar as refeições, o que é sempre benéfico, pois abre espaço para outros tipos de vinhos”, explica Gavioli.

O profissional ainda expande a questão para a importância em buscar conhecimento qualificado.“Para termos uma boa harmonização ou que a mesma seja interessante, é preciso antes buscar referências sobre essa prática em entidades que divulguem a cultura do vinho, tais com as Associações e Escolas que oferecem cursos onde se aprende um pouco sobre harmonizações de comidas e vinhos”, relata.

Gavioli também considera fundamental que o consumidor aproveite a tendência cada vez mais estruturada no consumo de vinho e busque novas referências, visando um contínuo e delicioso aprendizado em cada degustação.Sem falar na leitura de obras que podem sempre expandir mais os horizontes de quem procura não apenas criar uma harmonização com sobremesas, mas sobre a enologia em geral.

degustacao-vinho

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar