• Fispal Food Service is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Gestão

Confira dicas para montar uma ficha técnica de produto

Uma forma de ter uma visão geral do negócio é com a criação da ficha técnica de cada produto vendido em seu estabelecimento. Afinal, a ficha consegue ajudar em pontos importantes, como a formação do custo e a manutenção de um padrão do local.

Outro ponto importante é que a ficha auxilia na redução das perdas de produtos. Para isso, é necessário pesar os alimentos. De forma simples, é possível criar modelos que atendam seu negócio e garantir que a sua gestão seja ainda mais eficiente. Confira!

Como montar uma ficha técnica de produto

Uma das perguntas essenciais para a elaboração de uma ficha é o que estará no cardápio, de acordo com o que o consumidor procura. Além disso, um processo detalhado de construção envolve pesar, tarar, fazer todo o mise en place (termo do francês que significa “colocar no lugar” ou “fazer a disposição”, em tradução livre), cozinhar pratos completos e anotar tudo.

A ficha técnica também possui grande importância a longo prazo para os estabelecimentos. “É sempre importante para avaliar os custos, administrar os produtos mais caros, chamados de ‘vilões da lucratividade’. Saber o custo de descarte, ter a ficha da cozinha para reprodução sempre igual. Quando o restaurante é a la carte, poderá ter um software com as fichas no sistema e baixa automática do estoque através das vendas”, comenta Heloisa Duarte, consultora.

Informações essenciais

Veja como montar uma ficha técnica de produto básica, que já irá te ajudar a controlar sua empresa.

  1. Foto do produto pronto e de sua apresentação;
  2. Nome da empresa;
  3. Produto: nome do prato ou bebida;
  4. Porção: se é individual, se serve duas, três ou mais pessoas;
  5. Ingredientes: lista básica dos que compõem o produto;
  6. Quantidade: unidades ou volume. É indicado colocar o peso da matéria-prima sem considerar nesse momento o Fator de Correção, uma vez que algumas matérias-primas obtêm grande perda no processamento;
  7. Matéria-prima: nome do que foi utilizado na elaboração do produto;
  8. Valor unitário: estabelecer o valor de custo por porção;
  9. Valor total da matéria-prima utilizada;
  10. Valor total: soma de todos os valores de matéria-prima utilizada;
  11. Margem de venda: valor ou percentual que se somará ao custo do produto para a formação do preço de venda;
  12. Preço de venda: somatória do valor total com a margem de venda;
  13. Modo de preparo: passo a passo na elaboração do prato ou bebida para garantir qualidade e padronização.

 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *