Fispal Foodservice faz parte da divisão divisionName da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

formacao-preco

Como fazer a formação de preço do buffet e aumentar seu lucro

Oferecer cardápios saborosos e um excelente atendimento são estratégias fundamentais para aumentar o lucro do seu restaurante. No entanto, o buffet precisa saber fazer a formação de preço, pois ele é o ingrediente principal para atrair clientes e aumentar os lucros.

Quando você não pensa precificação dos seus produtos, corre o risco de comprometer o seu negócio e ter sérios problemas no futuro. Para ajudá-lo na formação de preço do seu buffet, preparamos este post com algumas dicas sobre o assunto. Confira!

1. Invista na decoração 

Você sabia que a decoração do seu restaurante pode influenciar na formação de preço? Quem nos dá as dicas é o administrador e consultor Felipe Faria. Segundo ele, o cliente vai ao restaurante em busca de uma experiência que vai além de comer uma boa comida.

Por isso, é importante cuidar para que o consumidor tenha a melhor impressão possível, desde  o momento em que ele pisa no seu estabelecimento até a hora que ele vai embora.

“Uma boa dica para a formação de preço é você fazer um checklist e conferir diariamente antes da abertura do restaurante. Delegue um responsável por essa checagem. Também não se esqueça de observar pessoalmente o cumprimento dessa função e a aparência das toalhas de mesa, dos uniformes dos garçons e de todos os detalhes que fazem a diferença”, afirma.

2. Observe o cardápio

Ao perceber que a Casa não está dando lucros, a recomendação é observar o seu cardápio. Quanto mais assertivo for, melhor será a sua lucratividade. “O cardápio do restaurante deve conter pratos que mais dão lucro e que mais tem saída no seu restaurante. Um cardápio com muitos itens só aumenta seu custo, porque você terá que comprar mais ingredientes que podem ou não sair”, enfatiza.

31cta-checklist-foodservice

3. Aplique a engenharia de cardápio

Outra dica de Faria é aplicar a engenharia de cardápio. De acordo com ele, quando o cardápio é bem elaborado e quando se destaca os pratos, maior é o lucro do restaurante.

“Contrate designers especialistas em gastronomia e destaque seus pratos. Isso pode aumentar as suas vendas e a lucratividade em até 30%. No entanto, para que você tenha sucesso com essa estratégia, faça isso estabelecendo metas e acompanhando as métricas adequadas como número de vendas e lucro de cada prato”, ressalta.

4. Aumente sua margem de lucro

Não coloque uma margem de lucro apertada. Ela poderá deixá-lo em uma posição de muito trabalho e pouco lucro. De acordo com o consultor, preços baixos podem até lotar seu restaurante, mas o que importa para você é o lucro.

“Se perceber que está sobrando pouco dinheiro no final do mês, desenvolva estratégias que melhoram seu ponto de equilíbrio e façam com que você tenha mais dinheiro sobrando. Lembre-se que com uma boa margem de lucro, você poderá criar algumas ideias que incentivem os clientes, como promoções, programa de fidelidade e diversas outras ações”, ressalta Faria.

5. Venda através de palavras e imagens

De acordo com o consultor, uma escrita persuasiva do prato do restaurante pode estimular o cliente através do seu paladar. Portanto, quando os menus  são descritos com detalhes e em uma forma mais “romântica”, eles vendem cerca 27% a mais que os comuns.

“Mencione no cardápio o nome das marcas alimentícias conhecidas e respeitadas no mercado. Capriche nas fotos dos pratos. Para isso, vale a pena contratar um bom fotógrafo especialista em gastronomia”, orienta Faria.

6. Evite números quebrados

Para fazer a formação de preço do seu buffet, evite números quebrados. Nada de cobrar R$ 59,99, por exemplo, isso remete à ideia de economia e falta de qualidade do produto em questão. No entanto, de acordo com o consultor, caso o gestor do restaurante queira usar números quebrados, utilize o “5”, porque ele causa impacto menos negativo com o cliente.

“O empreendedor também pode não informar os centavos. Isso também funciona, principalmente em estabelecimentos voltados para um público que tem maior poder aquisitivo. O segredo aqui é sempre experimentar e medir os resultados na venda de cada prato, bem como o lucro obtido”, afirma.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar