Fispal Foodservice faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

publico-veggie

Crescimento do público vegetariano fortalece mercado de alimentação saudável fora do lar, aponta pesquisa

A atividade gastronômica do público vegetariano e vegano está cada vez mais intensa quando o assunto é alimentação fora do lar. De acordo com uma pesquisa realizada pela Galunion, 98% dos vegetarianos e veganos (ou público veggie) costuma comer fora do lar e cerca de 60% o faz ao menos duas vezes por semana. Com o crescimento constante deste público, que hoje representa 14% da população brasileira ou 30 milhões de pessoas, a tendência é que a demanda fortaleça cada vez mais o mercado saudável fora do lar (ou food service saudável).

Os dados, que foram coletados durante 10 dias por meio de entrevista online com 4,4 mil consumidores das classes A, B e C, revelam que o almoço é a principal refeição fora do lar de 70% do público veggie. Mas vale lembrar que o perfil dos entrevistados não ficou restrito apenas aos vegetarianos, contemplando também o público que costuma consumir carnes em geral.

Os números apontam, por exemplo, que ambos costumam frequentar os mesmos estabelecimentos. A diferença, no entanto, está na escolha das refeições servidas. O público veggie costuma escolher locais que ofereçam comida saudável e de culinária variada.



Embora o propósito do artigo não seja abordar os benefícios da dieta vegetariana, que comprovadamente são diversos, vale ressaltar que o estudo da Galunion levanta um ponto importante sobre essa questão, com o embasamento de especialistas. Mais de 90% dos nutricionistas ouvidos acreditam que a dieta vegetariana pode trazer benefícios aos seus praticantes, com redução no risco de surgimento de doenças crônicas e de doenças cardiovasculares.

Público veggie no food service

Atrair a atenção do público veggie é, portanto, o grande desafio para os empresários de gastronomia. É extremamente importante estar atento às novidades que ganham força a cada ano e que podem fazer a diferença no momento da propaganda. Agregar novas receitas ao cardápio, por exemplo, é uma das alternativas para despertar o interesse do público.

Dentro desse quesito, algumas tendências foram destacadas pela pesquisa da Galunion: a guacamole, que combina bem com aquele hambúrguer vegetariano ou então quando servida em conjunto com petiscos vegetais; a couve-flor, que empanada ou grelhada serve muito bem como petisco; os veggie chips, biscoitos e salgadinhos produzidos a partir de produtos vegetais e com ingredientes naturais; e finalmente a beyond meat, um novo conceito de carne vegetal que já estreou em mercados estrangeiros e promete sabor semelhante à proteína animal, mas ainda não tem data prevista para chegar ao Brasil.

Importante: A oferta de uma alternativa vegana no menu de um restaurante pode ter um poder de atrair um grupo inteiro para dentro se um dos seus integrantes for vegano. A falta de alternativa pode fazer o grupo todo desistir de um restaurante ou optar por uma alternativa que atenda a todos.

Em outras palavras, o ponto chave revelado por todos esses dados é a oportunidade escancarada que o mercado fora do larestá oferecendo. Com boas doses de transparência, ações estratégicas e um cardápio recheado de opções veganas, o seu negócio e a causa animal certamente têm muito a ganhar.

* Por Mônica Buava, gerente da Sociedade Vegetariana Brasileira e colunista da Fispal Food Digital.

 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar