Fispal Foodservice faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Na falta de vinho de mesa, saiba o que oferecer ao cliente do restaurante

Na falta de vinho de mesa, saiba o que oferecer ao cliente

Para o consumidor brasileiro, o vinho de mesa se tornou mais popular, já que o preço é mais acessível e permite que novas experimentações sejam feitas - o que também ajuda a ampliar o interesse pela cultura de vinhos.

Entretanto, a falta desse tipo de vinho na adega de um restaurante não pode significar a perda da venda. Sabendo disso, a primeira tática para contornar a situação é dominar a harmonização dos pratos da casa.

“Quando falta um vinho de mesa na adega, precisamos verificar a possibilidade de harmonização com o que será servido na ocasião. E existem algumas regras com relação a isso, como o vinho tinto para carnes vermelhas e o vinho branco para harmonizar com carne branca”, explica a sommelière Debora Alkimin.

Não se pode esquecer de identificar outros aromas e sabores presentes à mesa.“Também precisamos harmonizar com os condimentos que a comida terá. Não é assim tão simples servir o que tiver na adega”, alerta.

O que servir quando falta vinho de mesa?

Quando estamos em débito com a adega, Debora aponta que o queridinho das celebrações, o espumante, pode ser substituído por outra bebida.

”Na falta do espumante, podemos recomendar a substituição por um vinho branco, por exemplo, pois os espumantes, da mesma maneira que os vinhos brancos, são mais indicados para entradas e recepção — como se fosse um aperitivo —, pois a acidez presente ajuda a abrir o apetite”, explica.

Agora, quando a situação pede por um vinho fino, e ele está em falta, a sommelière aponta o caminho inverso. “Caso falte um vinho fino, pode ser servido um espumante, desde que o objetivo seja criar uma ambientação para recepcionar as pessoas e, assim, criar uma harmonização com carne branca para dar continuidade ao consumo do espumante”.

No mais, é recomendável explorar bem sempre a versatilidade de sua adega, de maneira que você tenha sempre em mãos diferentes tipos de vinho que ajudem a harmonizar sem imprevistos.

Essas dicas, no entanto, são providenciais para conciliar aromas e sabores na medida exata, sem perder o gingado artístico quando falta aquele rótulo especial em sua adega.

Componha uma adega versátil

Com base no que vimos neste  artigo, é importante elaborar uma adega que não deixe você na mão, diante da expectativa em receber convidados e criar uma boa harmonização.

Para isso, é importante identificar todo tipo de informação que um rótulo tenha a oferecer para você, de modo que a harmonização de sua adega seja ainda mais efetiva.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar