Gestão

Guia de gestão do food service

O Brasil já ocupa o quinto lugar no ranking de mercados no setor food service no mundo. Seu crescimento é surpreendente: no primeiro trimestre de 2018, o crescimento de vendas foi de 3,9%.

Este setor representa 10,1% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e movimentou, em 2017, R$ 166 bilhões. Isso se deve ao comportamento do brasileiro: mais da metade da população, cerca de 56%, faz suas refeições fora de casa. Isso representa um gasto de 25% da renda total dos brasileiros.

Mercado food service brasileiro em números

– Quinto maior mercado de food service do mundo;

– Bares e restaurantes representam 45,10% dos serviços prestados às famílias brasileiras;

– Crescimento de 14% entre 2006 e 2016, contra 11% do varejo;

– Faturamento de R$ 166 bilhões em 2017;

– 48% dos estabelecimentos pretendem investir em tecnologia de atendimento ao cliente;

– Segmento de delivery tem expectativa de faturamento de R$ 12 bilhões em 2018.

Como fazer uma boa gestão no food service

Quem trabalha com alimentação fora do lar precisa estar numa busca constante pela qualidade dos serviços oferecidos e conhecimento do setor. Também é necessário ter um planejamento adequado, desde o investimento inicial ao cumprimento das regras estabelecidas por órgãos municipais e federais.

 

Uma das exigências principais é com a higiene e limpeza do estabelecimento. Seja restaurante, bar, lanchonete ou sorveteria e independente do tamanho, quem segue os passos básicos para que o local permita o preparo correto dos alimentos sem correr riscos de contaminação se faz necessário.

 

Outro ponto importante é fazer uma boa ficha técnica, que permite a padronização do preparo dos alimentos e ainda evita o desperdício. Como resultado, você consegue ter um cardápio de qualidade e um aumento considerável nas vendas.

Para potencializar a economia e diminuir o desperdício, um bom gerenciamento de resíduos é fundamental. Quando as políticas de gestão de resíduos sólidos são planejadas e implementadas corretamente, elas podem resultar em lucratividade para o seu negócio. Isso significa adotar um conjunto de ações nas etapas de coleta, transporte, transbordo, tratamento, destinação final e disposição final ambientalmente adequada.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *