Inovação, Sorvetes

Indústria 4.0 para o mercado de sorvete

O conceito de indústria 4.0 surgiu em 2011 durante a Feira de Hannover, na Alemanha. A iniciativa foi patrocinada e incentivada pelo governo local com o apoio das empresas de tecnologia, centros de pesquisa e universidades, que fizeram a proposta de mudar o paradigma em relação à forma como as fábricas operam nos dias de hoje.

A indústria 4.0 engloba as principais inovações tecnológicas dos campos de controle e tecnologia da informação e automação. Elas são aplicadas aos processos de manufatura e que tornam os processos de produção mais eficientes, autônomos e customizáveis.

No entanto, você realmente sabe o que é, como funciona e quais as vantagens da indústria 4.0 para o mercado de sorvetes? Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

O que é a indústria 4.0?

Segundo Fernando Madani, professor do Instituto Mauá de Tecnologia, a indústria 4.0 é um sistema produtivo automatizado que contempla todos os níveis da automação industrial, desde os dispositivos de campo até o gerenciamento corporativo.

“Além dessa característica, nesse sistema são utilizados e incorporados novos recursos e tecnologias da era digital como internet das coisas, computação em nuvem, aprendizado de máquinas, virtualização, simulação de ambientes, entre outros”, explica.

Para o mercado de sorvete, essa nova realidade traz uma série de vantagens:

  • Flexibilidade para personalizar os produtos “on-demand”;
  • Integração de todo o processo produtivo com os sistemas de planejamento e gestão;
  • Coleta, armazenamento e análise de dados para melhor tomada de decisões;
  • Menor tempo de implantação de novos processos;
  • Rastreabilidade, segurança e operações colaborativas.

Como a indústria de sorvetes pode iniciar a transição do seu maquinário para automatizar a produção?

Para que a indústria de sorvetes automatize sua produção e insira os conceitos da Indústria 4.0 é preciso seguir algumas etapas.

Com isso, primeiro passo é investir em tecnologias de monitoramento e comunicação, permitindo assim a integração de todo o processo.

“Em relação a indústria de sorvetes, devido as características do processo, inicialmente poderia ser priorizada a transição nas operações que envolvem o resfriamento, a conservação e a dosagem, melhorando assim, o controle dos custos envolvidos na produção”, comenta o professor.

Desta forma, todas as máquinas e equipamentos envolvidos na produção de sorvetes devem estar conectados, disponibilizando e recebendo comandos e/ou dados de forma remota. “As tarefas devem ser realizadas sempre de forma otimizada mesmo com a flexibilidade de personalização em diferentes níveis do produto. Tanto a supervisão do funcionamento dos equipamentos no chão de fábrica, como a gestão em todos os níveis devem ser assistidas por recursos de inteligência de máquinas”, afirma Madani.

Viu como a indústria 4.0 é importante para o mercado de sorvetes? Agora que você já sabe de tudo isso, ficará mais atento em relação ao assunto, não é mesmo?

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *