Fispal Foodservice faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Como aproveitar o crescimento do segmento de café em cápsulas

Como aproveitar o crescimento do segmento de café em cápsulas?

Desde 2006, o consumo de café no Brasil está passando por mudanças. Com a abertura da primeira loja da marca Nespresso em São Paulo (SP), o que se tem percebido é o aumento gradativo do consumo da chamada monodose, colocando em xeque o preparo tradicional da bebida utilizando coador de pano ou com filtro de papel e a conservação em garrafas térmicas, mantendo as propriedades do líquido por no máximo duas horas, quando começa a oxidar. Marcas como Dolce Gusto, 3Corações e Illy, por exemplo, aderiram ao modelo do café monodose.

Embora 80% dos brasileiros prefiram o método tradicional de preparo do café, segundo a ABIC (Associação Brasileira da Indústria de Café), as cápsulas monodoses estão conquistando o mercado. Seja pela praticidade do preparo, oportunidade do consumidor em experimentar cafés de diferentes origens, preços acessíveis e máquinas com design moderno que se tornaram objetos de decoração, saindo da cozinha e ocupando outros espaços das casas e escritórios.

E se em 2014, havia menos de oito torrefadoras trabalhando com cápsulas, segundo o diretor executivo da ABIC, Nathan Herszkowicz, atualmente elas estão perto de 100. Estima-se que o crescimento desse segmento tenha sido de 50% (mesmo que o número de indústrias participantes seja pequena). Pesquisa da Euromonitor para a Associação, aponta que para 2019 haverá um aumento de 21%. “Em valor, é um segmento que saltará de 1,0 bilhão de reais em 2015 para 2,9 bilhões em 2019”, explica Herszkowicz.

Para quem se sentiu estimulado pelo “cheiro de oportunidade” e quer ingressar no segmento de café monodose, o diretor executivo da ABIC dá três sugestões:

  1. Se a empresa já atua no setor, possivelmente com café em grão torrado ou café torrado e moído, a tendência é incluir no seu portfólio o segmento de cápsulas. Pode adquirir uma máquina para ela própria encapsular seu café, ou utilizar o serviço prestado por terceiros.

  1. No caso de se tratar de um empreendedor/investidor, as cápsulas podem ser um bom modelo para ingressar no mercado, utilizando os serviços de fornecedores de grãos e encapsuladores para vender via lojas virtuais. Por exemplo.

  1. O foco deve ser sempre a pureza e a qualidade do produto, e a manutenção desses atributos ao longo do tempo, lembrando que o café, assim como outros grãos, sofre influências que podem ser positivas ou negativas a cada safra, dependendo do clima (temperatura e estiagem) nos períodos de floração, granação, colheita e preparo dos lotes na lavoura.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar