Fispal Foodservice faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Saiba como avaliar a entrada de um projeto de gastronomia em lojas

Como avaliar a abertura de um projeto de gastronomia dentro de lojas

Uma pergunta que você pode se fazer agora é: qualquer loja pode lançar mão do conceito de store in store? A resposta é sim, esse conceito serve para todo tipo de negócio. Porém, é importante ficar atento a alguns aspectos.

É importante escolher uma loja que tenha objetivos em comum ou complementares ao negócio já existente no estabelecimento. Além do mais, é importante ter um ambiente capaz de envolver o consumidor por completo e com tamanho adequado.

Karen Sitta Fortini e Souza, analista e coordenadora da carteira de alimentação fora do lar do Sebrae Nacional sugere também que é que essencial saber se a legislação permite a instalação do que se pretende vender. “Em farmácias, por exemplo, não é permitida a comercialização de alimentos no mesmo espaço”, explica.

No caso de negócios na área de gastronomia, os tipos observados são franquias de alimentação compartilhando os mesmos espaços. Além disso, locais que agregam produtos culturais, especialmente quando a proposta gastronômica permite ao consumidor experiências mais agradáveis e relaxantes, é uma tendência bem forte.

Um exemplo é o caso da marca Havanna, que está instalada nas lojas da Livraria Saraiva”, aponta.

Todas as parcerias tipo store in store valem a pena?

A parceria só valerá a pena desde que seja vantajosa e proporcione aos empresários envolvidos bons benefícios, além de levar mais clientes para as lojas.

Temos observado empresários dividindo o mesmo espaço para abrir duas franquias de alimentos, por exemplo. Isso acontece muito nas lojas de conveniências de postos de gasolina”, diz Karen.

Outras parcerias observadas e com resultados animadores são as livrarias que disponibilizam seus espaços para bistrôs, confeitarias ou até mesmo cafeterias, que, muitas vezes, até prolongam o tempo de permanência dos clientes nos estabelecimentos, proporcionando, inclusive, compras por impulso e, consequentemente, maior consumo.

Para finalizar, a analista nacional do Sebrae indica que, mesmo com todas essas vantagens, é importante que os empresários que têm interesse em optar pelo modelo store in store fiquem atentos a aspectos imprescindíveis, como o conhecimento sobre o perfil dos clientes da loja permanente. “Muitas vezes, esse desconhecimento afeta diretamente a viabilidade do negócio."

Certamente, em momentos de crise, a criatividade e a inovação costumam aparecer com força, cabe ao empreendedor saber a hora certa de agir e como agir. Exemplo da store in store, que se for conduzida por um modelo de negócios bem fundamentado, pode trazer benefícios a empreendedores e clientes.

Você já pensou em criar parcerias seguindo o conceito store in store? Compartilhe sua experiência nas redes sociais e continue acompanhando nosso canal de conteúdo!

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar