Fispal Foodservice faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Diferencie-se no mercado com a inclusão de cervejas artesanais no cardápio do seu restaurante

Como incluir cervejas artesanais no cardápio do seu restaurante

Harmonizar cerveja artesanal com os pratos do seu estabelecimento pode ser tão surpreendente quanto a clássica combinação feita com vinho. E pode ser tão atrativo e rentável quanto a bebida de Baco (deus do vinho), por isso tornou-se uma verdadeira vedete em restaurantes de todo o Brasil, ganhando uma página especial no cardápio. Com alto valor agregado, o produto especial já tornou-se um fator de diferenciação de mercado e, ao contrário do que pode-se imaginar, não precisa de grande variedade para começar a integrar o menu.

“Desenvolver uma carta de cerveja é semelhante ao processo usado para o vinho, porém ela tem diferente capacidade de combinação com todos os pratos, da entrada à sobremesa, devido a sua ampla variedade”, comenta o professor da pós-graduação em Gestão e Tecnologia da Cerveja da Universidade Positivo, Ronaldo Flor.

O especialista indica dar o pontapé com quatro grupos de cerveja, que agradam os paladares dos iniciantes. Tome nota.

Pilsen: tem mais malte e são mais amargas. Combinam com peixes frutos do mar, linguiça e salada.

Trigo: pouco amarga e é mais encorpada. Ideal para acompanhar queijos.

Stout: de cor escura, apresenta diferentes tipos de corpo e álcool. Vai bem com sobremesa à base de chocolate, pratos condimentados e grelhados.

IPA: cheia de aroma e com intenso amargor. A harmonização é perfeita com carnes e aves.

Beber menos e melhor é o lema

Geralmente, a cerveja artesanal faz mais sucesso no jantar, apesar de ser possível de ser saboreada em qualquer horário, inclusive no almoço durante a semana. “O cliente desse tipo de bebida tem outro hábito. Ele quer entender o sabor e por isso bebe menos, assim, se dá a liberdade de beber no almoço em dias de expediente de trabalho.” Por isso, vale a pena entender os hábitos de quem frequenta seu estabelecimento e, dependendo do resultado, criar uma campanha de marketing que desperte esse novo momento da cultura cervejeira.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar